Artigo

LER: prevenir ou remediar?

A LER(lesões por esforços repetitivos) agora chamada de DORT(doenças osteomusculares relacionadas ao trabalho) refere-se a um conjunto de doenças que atingem principalmente os membros superiores de uma forma combinada por uso repetitivo e forçado e/ou da manutenção de postura inadequada, atacam músculos, nervos e tendões provocando irritações e inflamação dos mesmos.

            A LER/DORT inclui várias doenças entre as quais se encontram: tendinite, tenossinovite, epicondilite, síndrome do túnel do carpo, bursite, dedo em gatilho, síndrome do desfiladeiro torácico e síndrome do pronador redondo.

            As principais vítimas são digitadores, publicitários, jornalistas, cabelereiros, costureiras, manicures, bancários e todos os profissionais que tem o computador como companheiro de trabalho ou que usam o membro com o mesmo movimento repetidas vezes durante o dia.

            É uma grande causa de afastamento do trabalho no Brasil e alguns estudos demonstraram que as mulheres são mais acometidas do que os homens. Ainda não se sabe se é por fator hormonal, por um maior estresse, por uma maior jornada de trabalho (tanto em casa como na empresa onde trabalha).

            Sabe-se que um ambiente de trabalho organizado, com pessoas bem treinadas e condicionadas com respeito aos fatores ergonômicos, com relação a uma boa postura e aos limites biomecânicos de seu corpo certamente diminuirá o risco do desencadeamento das chamadas LER/DORT.

            A LER/DORT pode ser classificada de acordo com sua evolução e com sua melhora:

Estágios

Em 1984, a classificação de Browe, Nolan e Faithfull divide a LER em estágios:

Estágio 1 - Dor e cansaço nos membros superiores durante o turno de trabalho, com melhora nos fins de semana, sem alterações no exame físico e com desempenho normal.

Estágio 2 - Dores recorrentes, sensação de cansaço persistente e distúrbio do sono, com incapacidade para o trabalho repetitivo.

Estágio 3 - Sensação de dor, fadiga e fraqueza persistentes, mesmo com repouso. Distúrbios do sono e presença de sinais objetivos ao exame físico

            A implementação de medidas preventivas é a melhor atitude a ser empregada, como adotar uma boa postura quando se está trabalhando, sempre ter pausas durante o trabalho para alongar, levantar-se para ir ao banheiro e beber uma água.
            A prevenção de LER começa em casa. O que você pode fazer? Quando acorda, imite seu cão ou gato. Veja como eles alongam os músculos antes de iniciar um novo dia. Faça o mesmo. E repita esses alongamentos algumas vezes durante o dia. Isso é essencial para manter saudáveis os ossos e os músculos. Faça alguns exercícios de aquecimento muscular. Isso acelerará a circulação sanguínea e aumentará a quantidade de oxigênio disponível para os músculos fazerem seu trabalho. Naturalmente, em tempo frio ou antes de praticar esportes, é ainda mais importante fazer isso. Faça alguns exercícios para fortalecer especialmente os músculos que você usa mais. Músculos mais fortes ajudarão a realizar as tarefas necessárias no trabalho.

            E quando se está com suspeita da doença, o melhor que se tem a fazer é procurar um ortopedista. E logo iniciar o tratamento. Lembre-se: quanto mais rápido se descobrir e tratar, menor a chance da doença causar maiores problemas como por exemplo afastamento definitivo, por incapacidade, do trabalho.
           

            Para maiores informações de como se alongar no trabalho e como adquirir uma boa postura, foi publicado dois outros artigos anteriormente que podem esclarecer as dúvidas. E caso as dúvidas não sejam sanadas favor entrar em contato que estaremos esclarecendo os questionamentos.

  • Mauricio Junior

    Mauricio Junior